top of page

Como saber se meu intestino está inflamado?

Chegamos ao mês conhecido como Maio Roxo, dedicado internacionalmente a conscientização sobre as doenças inflamatórias do intestino. Hoje a nossa conversa será sobre como identificar se há algo errado com nosso cólon e quando devemos procurar ajuda médica.


Ao longo do texto vamos tentar ajudar os leitores a entenderem se o intestino pode estar inflamado. Mas vale lembrar que ter sintomas intestinais não quer dizer que há inflamação.


Entendendo a tal “colite”

Antigamente, a palavra colite era usada por leigos e até médicos para qualquer modificação do hábito do intestino que não era ligada a um diagnóstico de doença específica. Era como falar “virose”, ou seja, significava tudo e ao mesmo tempo não ajudava em nada na abordagem dos sintomas intestinais.


Em outras palavras, colite significa a inflamação do intestino e não podemos associar esse nome aos problemas funcionais como:

  • Síndrome do intestino irritável

  • Constipação intestinal

  • Outros que são desordens em que não há qualquer problema com a mucosa cólica

Esse conceito mudou e atualmente damos muito mais valor a classificar e categorizar os problemas intestinais para facilitar o tratamento e melhorar de maneira objetiva a qualidade de vida dos pacientes. Então, quando discutimos sobre os sinais e sintomas de um intestino inflamado, a palavra colite está sendo usada de maneira correta.


O que é a inflamação do intestino?

Da mesma maneira que nossa pele pode inflamar quando há algum tipo de ferimento, nosso intestino reage da mesma maneira. As principais causas são relacionadas a dano direto a mucosa (epitélio do intestino), infecção ou inflamação espontânea.


Dano direto a mucosa

Os nossos intestinos são revestidos internamente por mucosas e quando há alguma ruptura da continuidade desse epitélio haverá contato dos microrganismos presentes no microbioma com áreas despreparadas - e, com isso, a inflamação dá início.


As causas mais comuns disso são:

  • Ingestão de corpos pontiagudos (p. ex. palitos e espinhas de peixe)

  • Uso de medicações agressivas a mucosa (como é o caso dos anti-inflamatórios - nimesulida, diclofenaco, cetoprofeno, etc)

  • Substâncias tóxicas (ácidos, bases fortes e toxinas produzidas por bactérias)

Infecção

A ingestão de alimentos contaminados por bactérias patogênicas (do mal, como salmonella e shigella) ou o crescimento exagerado de algumas bactérias presentes naturalmente em nosso colo, mas que em grande quantidade podem infectar as células da mucosa dão origem a inflamação da parede intestinal e a sintomas.


Inflamação espontânea

Esse é o caso das doenças inflamatórias intestinais como a doença de Crohn, retocolite ulcerativa e doença celíaca. Nesses casos, a inflamação intestinal se dá por mecanismos associados ao próprio organismo, seja por mediadores do sistema imunológico ou por produção de auto-anticorpos (proteínas que normalmente atuam na defesa orgânica mas que em alguns casos começam a agredir as próprias células).


Mas estou com inflamação no intestino?

A pergunta que os leitores fazem agora: mas afinal de contas, como saber se estou com uma inflamação no intestino?


O principal sintoma é diarreia, bem como o aumento da frequência evacuatória, da quantidade evacuada e perda da consistência fecal, que são os achados mais frequentes quando se está com colite.


O principal sintoma de um intestino inflamado é diarreia
O principal sintoma de um intestino inflamado é diarreia

Alterações intestinais acontecem

É importante ressaltar que uma pessoa pode ter alterações do funcionamento intestinal que são naturais e reacionais ao que comemos, ao ambiente em que estamos inseridos, ao estresse. Não é porque temos um quadro esporádico de diarreia ou de intestino preso que devemos achar que estamos com algo grave.


Para melhor caracterizar problemas, levamos em conta a duração ou frequência de uma ocorrência. Por exemplo: se tenho um episódio de descarga evacuatória após ingerir uma refeição com grande conteúdo de gordura, não há o que se preocupar. Por outro lado, se isso acontece sempre, melhor procurar um médico.


Sinais de alerta sobre o intestino

Abaixo vamos listar sintomas importantes de problemas intestinais e que devem ser levados a sério, na presença destes, um coloproctologista deverá ser consultado:

  • Diarreia persistente e/ou frequente

  • Diarreia associada a muco, pus ou sangue nas fezes

  • Perda de peso associada a alteração do hábito intestinal

  • Dor abdominal persistente e/ou frequente

  • Febre recorrente

Porque a inflamação do intestino dá diarreia?

Nosso intestino é um órgão fantástico e para que ele funcione de maneira adequada é preciso que todo o sistema esteja em equilíbrio. O revestimento deve estar íntegro, as contrações que permitem a propulsão do bolo fecal coordenadas e o microbioma em equilíbrio, se alguns destes fatores está comprometido o resultado final é a alteração do hábito intestinal.


Quando a mucosa (revestimento intestinal) está ferido, pode haver a penetração de bactérias na região e a superfície absortiva também fica comprometida, isto faz com que o bolo fecal passe de maneira rápida e sem a adequada preparação com consequente manifestação de diarreia.


Se a propulsão é exagerada, o resultado é o mesmo, o resíduo passa rápido demais, os líquidos não são absorvidos e saem de forma líquida em forma de fezes. Qualquer lesão da parede do intestino, inflamação ou infecção estimula o intestino a funcionar e aumenta a frequência dos movimentos propulsivos.


Microbioma influencia

Outro fator é o microbioma, o conjunto de microrganismos e vírus que povoam nosso intestino podem ter sua concentração alterada por processos irritativos, contaminação vinda de alimentos e uso de antibióticos. Assim, bactérias agressoras começam a invadir as células intestinais e causar lesão, inflamação, secreção de líquidos e aumento da propulsão, o resultado final também é, adivinhem, diarreia.


Mensagem para levar para casa

Para concluir, vamos destacar que nem toda diarreia é causada por inflamação intestinal e nem sempre é problema.

  • O principal sintoma das colites é a diarreia, que geralmente é persistente, recorrente e/ou frequente.

  • Os sinais de alerta SEMPRE indicam uma avaliação médica.

  • Remédios podem causar colite, é o caso dos anti-inflamatórios e antibióticos.

  • Síndrome do intestino irritável não é colite.

Para concluir

Finalmente, o nosso muito obrigado a todos os apoiadores que tornaram nosso blog o sucesso que ele é hoje: meio milhão de leitores não é pouca coisa. Em um mundo em que o tempo é algo muito valioso, saber que vocês passam esses momentos conosco semanalmente nos enche de orgulho e nos estimula a continuar melhorando.


Saúde a todos! Um abraço!


Comments


bottom of page