top of page

Tatuagem endoscópica: para que serve uma tatuagem no intestino?

Com a evolução da cirurgia minimamente invasiva e dos tratamentos avançados em colonoscopia, observamos um aumento significativo na necessidade de utilização de artifícios que aumentem a chance de identificação e caracterização de doenças em sua fase inicial. São necessárias ferramentas para ajudar a identificar a posição no intestino em que estão localizadas, e a tatuagem endoscópica pode fazer parte dessa estratégia.


Antes de explicarmos sobre a tatuagem no intestino, é muito importante compreendermos sobre as particularidades da atuação dos cirurgiões.


Opções de cirurgia do intestino

Quando um médico cirurgião entra em um ato operatório intra-abdominal, ele tem a opção da via laparotômica – em que a abertura da cavidade abdominal é feita por meio de incisões grandes – ou minimamente invasiva – quando o acesso é feito por pequenos orifícios e, então, o médico conta com a assistência de uma câmera, ou seja, laparoscopia, robótica etc.


A cirurgia minimamente invasiva tem aplicações específicas e grandes vantagens para o paciente, como:

A desvantagem é que ela tirou do cirurgião o sentido do tato, isto é, a possibilidade de achar o problema por meio da palpação intraoperatória.


Em outras palavras, o acesso visual, via câmera, e a palpação por meio de pinças delicadas impedem que pequenas lesões sejam identificadas, principalmente no intestino, órgão oco em que os tumores frequentemente não são perceptíveis apenas pela visualização externa.


Características do intestino

O intestino grosso tem, em média, dois metros de extensão e é dividido em segmentos dependendo da sua localização. Ele começa no ceco, que fica no lado direito bem no “pé da barriga” e vai subindo em direção às costelas, no mesmo lado no que chamamos de cólon ascendente.


Posteriormente, o intestino grosso cruza a parte superior do abdôme, no chamado transverso, desce do lado esquerdo – onde recebe o nome de descendente –, que continua no sigmoide e finaliza seu trajeto até o ânus em uma estrutura chamada de reto.

A localização do intestino grosso
A localização do intestino grosso

Falando assim, parece fácil que identifiquemos a posição de doenças com relação à localização anatômica no intestino. Mas, na verdade, quando vistos no exame de colonoscopia, esses segmentos se mostram muito parecidos.

Com isso, pode ser difícil conseguir uma definição sobre o ponto em que o aparelho está, quando uma lesão é identificada. Assim, frequentemente pode haver erro.


De fora, durante a laparoscopia, os problemas podem não ser identificados. Por dentro, na colonoscopia, podemos errar o nível, além de não temos o tato para ajudar. Então, como é possível operar o local certo?


Tatuagem endoscópica ajuda em cirurgias

A resposta para a questão acima está na tatuagem endoscópica. Para fazer isso, o examinador pode realizar a infiltração de uma pequena quantidade de tinta esterilizada, próxima ao local de interesse na parede do intestino. Assim, esse local ficará marcado para sempre.


Veja abaixo no vídeo.



Como o corante é absorvido pelas células do intestino, não é eliminado, e a marcação é feita em mais de uma camada da parede, o médico pode fazer a sua localização visual tanto durante o exame de colonoscopia (parte interior do intestino) quanto por videocirurgia (parede externa do intestino).


As figuras abaixo ilustram uma área suspeita, assim como o aspecto geral de uma tatuagem intestinal.

Como é feita a tatuagem endoscópica?

A técnica para a realização da tatuagem endoscópica é complexa e envolve detalhes que fogem ao escopo deste post. Mas, de maneira geral, a tatuagem no intestino pode ser realizada por qualquer endoscopista familiarizado com o procedimento e que tenha à disposição o material necessário.


Cada vez mais, cirurgiões não admitem o início de uma cirurgia sem que o paciente esteja devidamente tatuado. A dificuldade de identificação do local em que deve ser realizada a cirurgia pode gerar aumento significativo do tempo cirúrgico. Em alguns casos, também pode ser necessária a conversão para a cirurgia aberta, com grandes incisões, aumento de dor pós-operatória e permanência hospitalar.


Outra indicação da tatuagem no intestino

Outra indicação para a tatuagem endoscópica é quando o endoscopista quer voltar ao local tatuado para observar áreas suspeitas do cólon. Isso ocorre quando é identificado um problema e, assim, a vigilância do local deve ser rigorosa.


Por exemplo, em áreas inflamadas, tumores supostamente benignos, cicatrizes de ressecções prévias. Mais uma vez, a tinta ajudará a marcar de maneira permanente o ponto que deve ser acompanhado.


Pronto! Agora, quando um laudo de colonoscopia vier com relato de realização de tatuagem, você já sabe para que serve e que tudo está voltado para a sua segurança!


コメント


bottom of page