top of page

Estética anal: médico coloproctologista esclarece dúvidas sobre o ânus

A região anal é cercada por mitos e tabus. Em nossa experiência na coloproctologia, alguns pacientes se sentem inibidos e envergonhados até para marcar consulta. Se quem agenda um atendimento já está constrangido, então imaginem quantas pessoas acabam ficando em casa, sofrendo e com medo de serem julgadas.


É para isso que estamos aqui hoje, para desmistificar e tirar o preconceito da cabeça. A estética anal, ou melhor, o ânus não deve ser assunto proibido. E, se você tem alguma dúvida, deve procurar ajuda e esclarecer.


Características do ânus

O canal anal tem uma estrutura anatômica peculiar, sendo o final do trato gastrointestinal e um órgão que precisa relaxar e contrair. Em sua posição de repouso, ele possui um aspecto “enrugado”.


Além disso, é na região anal que temos as hemorroidas que, como vimos em textos anteriores, funcionam como travesseiros preenchidos por vasos sanguíneos e que também ajudam a manter a área fechada e não permitir o escape de gases e fezes inadvertidamente.


Estética anal: o ânus é feio?

De jeito nenhum! O nosso corpo todo é bonito à sua maneira, e o ânus é um órgão super importante, com funções fundamentais à vida. O que prejudica é o preconceito, por estar envolvido com as funções excretoras e o fato de ter odores relacionados à região, ligados à sujidade. Mas não há nada de feio na região anal.


Cada pessoa tem uma característica anatômica diferente e, com o passar dos anos, algumas questões podem dar origem a cicatrizes e peles com tamanho exagerado, como:

  • Crises hemorroidárias

  • Processos inflamatórios

  • Traumatismos

  • Infecções

Essa transformação pode dificultar a higienização, dar um aspecto irregular à região e pode causar bastante desconforto – e até prejudicar a vida social.


Além da estética anal

Mas, em vez de achar a região feia, devemos pensar em três coisas sobre o ânus:

  • Função

  • Qualidade de vida

  • Estética

A função é representada pela capacidade do ânus realizar seu papel determinado, sem dificuldade ou desconforto, além do seu papel como zona erógena.


Já a qualidade de vida vai estar prejudicada se há dificuldade de higiene e desconforto pelo toque das roupas íntimas, quando aquelas protuberâncias ficam irritadas e acumulam resíduos.


E, por fim, a estética, também temos que pensar nela, pessoal. Você tem que gostar do seu corpo e se sentir confiante frente a si e ao seu parceiro ou parceira.


Dúvidas comuns sobre a região anal

A seguir, vamos falar sobre algumas características e dúvidas comuns sobre a região anal.


Por que a pele da região é mais escura em algumas pessoas?

Essa é uma pergunta comum entre os pacientes – apesar de a cor da nossa pele determinar muito da coloração da região anal. De toda forma, o anoderma (a pele do ânus) tende a ser mais escuro em algumas pessoas, mesmo aquelas de pele clara. Isso é completamente normal e não tem nada a ver com falta de higiene ou cuidados locais.


Peles e deformidades anais são normais?

Como vimos acima, normal não, mas são frequentes e praticamente todos vão ter alguma pele ou cicatriz no local. Se não te incomoda, não se preocupe, mas procure ajuda em qualquer sinal de desconforto, sangramento ou aumento gradual.


É normal operar e ficar com umas peles soltas?

Opa, essa queixa é recorrente e é normal, em um estado de pós-operatório recente. A região fica inchada e parece até que as hemorroidas voltaram ou cresceram. Depois que o edema diminui, tudo tende a retornar a uma proporção normal.


Agora, em alguns casos, peles indesejadas podem aparecer. Essa é a maneira do seu organismo cicatrizar as feridas da cirurgia e isso não quer dizer que o procedimento não foi bem feito. Se estiver te incomodando, procure seu cirurgião. Algumas vezes, pequenos retoques são suficientes para resolver o problema.


Há com melhorar a aparência da região?

A estética anal é assunto sério, portanto, não se deixe levar por propagandas milagrosas. Profissionais competentes explicam o que vão fazer e te darão a realidade e as possibilidades a serem atingidas.

É possível melhorar a estética anal, mas conte com profissionais sérios
É possível melhorar a estética anal, mas conte com profissionais sérios

Em outras palavras, não espere que um ânus “lisinho” seja uma solução. Cada um tem sua própria anatomia e características pessoais, mas a correção de pontos indesejáveis é possível.


Conclusão

Então, não tenha vergonha. Se algo te incomoda na estética anal, procure ajuda. Sempre há possibilidade de melhora e você não vai se arrepender.


Cirurgias que removem peles exageradas, discretas descolorações, processos de cicatrização e correções de deformidades são possíveis e desejáveis para obter a melhora nos pontos que discutimos nos parágrafos acima.


Confie nos bons profissionais!

Comments


bottom of page