top of page

Festas de fim de ano: posso comer tudo que eu quiser?

As festas de fim de ano estão chegando. O Natal está a menos de cinco dias, ou seja, é época de fartura, variedades de alimentos e… Exagero. E, então, você está preparado? Está pensando se pode comer tudo que quiser?


Não há um só dia em nossa clínica que não cheguem pacientes com queixas de desconforto abdominal, gases demais, intestino preso ou intestino solto e, muitas vezes, o problema é causado pelo próprio comportamento.


O que sabemos sobre hábitos alimentares

Se perguntarmos a uma população sobre como deveria ser o hábito alimentar ideal, a maioria iria responder algo como:


  • Ingerir bastante fibras

  • Evitar exagero de carboidratos

  • Não beber demais

  • Hidratar bem

  • Dar preferência a carnes brancas


Isso, claro, além do controle do tabagismo e prática de atividades físicas.


Como é a realidade dos hábitos alimentares

Agora, se perguntarmos a essas mesmas pessoas, como é o hábito alimentar delas, aí vem as “pérolas”:


  • “Adoro comer um churrasco no almoço”

  • “Não consigo resistir quando vejo uma lasanha”

  • “Lá em casa é um queijo por dia”

  • “Sou viciada em chocolate, não posso ficar sem”

  • “Ah, doutor, só aquela cervejinha para relaxar”


Tudo bem, ninguém é de ferro, mas todo dia?


Tudo que comemos reflete na saúde intestinal

Por que somos tão contraditórios com relação aos hábitos alimentares?


Tentamos ensinar aos nossos filhos como se alimentar bem, mas nós mesmos nem sempre fazemos isso. Meu irmão, Dr. Marcelo Werneck, tem uma analogia muito boa e que uso sempre: se você tem um pet e ele apresenta uma alergia, a primeira medida que tomamos é mudar a ração. E, nós, o que fazemos em nossas vidas?


Nosso intestino é o reflexo das nossas vidas. É claro que muita gente que pode comer qualquer coisa e evacuar numa boa, mas a grande maioria tem que cuidar daquilo que ingere.


Cada organismo reage diferente aos exageros nas festas de fim de ano
Cada organismo reage diferente aos exageros nas festas de fim de ano

Cada organismo reage de forma diferente

Cada organismo é único, com suas intolerâncias e características que vão permitir a digestão melhor ou pior de determinados alimentos. Desde sempre em nosso blog, falamos do autoconhecimento e, quando a pessoa atinge o ponto de saber o que é bom para si e evita o que o descontrola, a chance de uma vida intestinal feliz aumenta demais.


Mas nem tudo pode ser resolvido só com modificação de hábitos de vida, mesmo fazendo tudo certo.


E no caso de doenças intestinais?

Já discutimos aqui que, mesmo excluindo as doenças orgânicas, temos pessoas que são constipadas. Por exemplo, existem distúrbios funcionais como a síndrome do intestino irritável, em que não há doença e, mesmo fazendo escolhas inteligentes, outras abordagens são necessárias.


Não existe só um pilar que nos sustenta

Uma casa não pode ser sustentada por apenas uma parede e da mesma forma, isto é, não há só um fator envolvido nos sintomas apresentados pelo nosso organismo.


Somos frutos dos nossos hábitos, mas também da sociedade em que estamos inseridos, do microbioma microscópico que habita o nosso trato gastrointestinal, do nosso psicológico e do ambiente – tudo junto e misturado!


Afinal, posso comer de tudo nas festas de fim de ano?

Aqui no blog, já pudemos falar da importância de cada fator em nossa saúde, mas devemos lembrar que nenhum deles é implicado individualmente e, sim, em conjunto no resultado final do nosso bem-estar.


Esse texto é para inspirar. Se você está pensando se pode comer de tudo nas festas de fim de ano e se sentindo para baixo, ficando com peso na consciência, calma!


É o fim de ano… Tá na hora de revermos nossas metas, analisar o que vivemos e comemorar aquilo que conquistamos. Se não deu para caminhar efetivamente na direção certa. Vamos começar?


Aproveitem demais, curtam as festas! Só evitem exageros… Você já sabe que se comer de tudo nas festas de fim de ano, seu organismo irá sentir isso. Então, cuide-se! Considere a moderação.


Feliz Natal a todos!

bottom of page