top of page

Flatulência, meteorismo e distensão abdominal: como melhorar sem remédios – Parte 3

Nas últimas semanas debatemos, aqui no blog, o que é, como diagnosticar e como tratar flatulências, meteorismo e distensão abdominal gasosa. Uma frase que utilizamos muito em nossa clínica é “quanto mais você se conhece, mais poderá ajudar a descobrir como melhorar”. Por isso, hoje é hora de falar sobre como melhorar sem remédios.


Não é raro que o médico se torne apenas uma ferramenta para que o próprio paciente desenvolva seu método de melhora.


Autoconhecimento ajuda a combater gases

Chegou a hora de falarmos do papel do autoconhecimento, dieta e suplementos na melhora da qualidade de vida de quem sente meteorismo e distensão gasosa.


Intolerâncias alimentares

Sempre que são identificadas intolerâncias alimentares específicas, como a lactose, a frutose e o glúten, esses nutrientes devem ser evitados ou restritos.


Apesar de sabermos que intolerância não é alergia, se um alimento não for digerido adequadamente, seus componentes não serão absorvidos e ficam disponíveis para serem metabolizados pelas bactérias do nosso intestino, formando gases.


Em outras palavras, não tem jeito! Se a pessoa continuar se alimentando do jeito que quiser, sem observar esses fatores, vai sofrer.


FODMAPS

Outro ponto que citamos em nosso texto anterior são os vegetais fermentáveis (FODMAPS) – na sessão de saúde e prevenção de nosso site, vocês podem saber mais sobre eles.


Há um conceito antigo de que a pessoa deve ingerir muita fibra vegetal para digerir bem e o intestino funcionar, mas alguns vegetais são considerados fermentáveis e geram produção de gases durante a sua digestão. Isto é, quem tem tendência ao meteorismo (acúmulo de gases), o consumo pode levar ao desconforto.


Os representantes mais conhecidos deste grupo são:

  • Feijão

  • Repolho

  • Couve-flor

  • Brócolis

  • Alcachofra

  • Derivados do trigo

Glúten

O glúten deve ser salientado nesse ponto. Apesar de ser considerado vilão por muitos nutricionistas e muitas pessoas tolerarem mal esse nutriente, mesmo não tendo doença celíaca, existem autores que advogam que o maior culpado é o excesso de FODMAPS e não apenas o glúten.


MAS ATENÇÃO!

Em momento algum, estamos falando para vocês pararem de comer determinados nutrientes. O nosso objetivo é ajudar as pessoas a se conhecerem. Uma pessoa pode ser sensível a determinado alimento e não a outro do mesmo grupo.


Os FODMAPS têm grande importância na manutenção do equilíbrio do nosso organismo e dietas muito restritivas podem levar a graves problemas de saúde.


Adoçantes

Os adoçantes artificiais à base de sorbitol, xilitol e manitol também podem promover a produção de gases. Por isso, a troca por aqueles não fermentáveis é recomendada.


Probióticos

Já escrevemos aqui no blog sobre a importância do uso dos probióticos, prebióticos e simbióticos, bem como sua utilização para a recomposição do equilíbrio da microbiota gastrointestinal.

Probióticos podem ajudar na saúde do intestino e controle de gases
Probióticos podem ajudar na saúde do intestino e controle de gases

Por outro lado, são poucos os estudos bem desenhados sobre o seu real papel no controle dos sintomas relacionados ao meteorismo e flatulência, além de apresentarem resultados conflitantes.


Assim, visto que tentamos pautar nossas orientações naquilo que há de mais confiável na literatura médica, o que podemos ressaltar é que o uso de probióticos pode trazer benefícios, nos casos em que o desbalanço da população de microrganismos no sistema digestório pode estar relacionado aos sintomas do paciente.


Para exemplificar, podemos citar aquelas pessoas que utilizaram antibióticos recentemente, estando com a imunidade baixa ou que tiveram comprovados o crescimento bacteriano e síndrome fúngica.


O que fazer com o cheiro do PUM?

O odor da flatulência pode causar muito constrangimento, por isso é importante abordar delicadamente o assunto.


Indivíduos que baseiam sua alimentação em grandes quantidades de proteínas de origem animal parecem experimentar pior cheiro em seus flatos. Já as dietas em que há muitos vegetais, principalmente ricos em FODMAPS, parecem aumentar a quantidade de eliminações gasosas, mas com menos odor.


Conclusão sobre as flatulências

Viram como o assunto das flatulências é complexo? Mas espero que, se chegaram até aqui, vocês tenham visto que, ainda que a abordagem desses casos seja difícil, com cuidado e atenção aos detalhes, podemos melhorar e muito a qualidade de vida dos pacientes.


Desejo um excelente Natal a todos, e que venha 2023!

留言


bottom of page