top of page

A hemorroida pode voltar depois da cirurgia?

Uma das dúvidas dos pacientes é se a hemorroida pode voltar depois da cirurgia. Mas é importante esclarecer que existe diferença entre a cirurgia de hemorroida que não deu certo e o reaparecimento da doença.


A doença hemorroidária é a principal causa de sangramento intestinal em adultos e um dos principais motivos de procura por consultas com o coloproctologista. Como vimos em posts anteriores, existem vários tipos de tratamento que podem ser indicados para aliviar e resolver esse problema que causa tanto sofrimento para muitos pacientes.


Sintomas da hemorroida

Em sua característica principal, a hemorroida se manifesta com três tipos de sintomas:

  • Dor

  • Sangramento

  • Exteriorização de estruturas internas pelo canal anal.

Dependendo dos sintomas, a classificação clássica das hemorroidas as coloca em 4 graus:

  • Grau I: apresenta sangramento ou dor, mas não exterioriza.

  • Grau II: sintomas associados a exteriorização que retorna para dentro do canal anal espontaneamente.

  • Grau III: exteriorização que só pode ser reduzida com auxílio da mão.

  • Grau IV: Exteriorização que não reduz e a hemorroida fica constantemente para fora.

Como podemos ver, essa classificação se baseia em sintomas e sinais sentidos pelo paciente e vistos pelo médico, durante a avaliação clínica. Dependendo do tamanho da hemorroida e queixas, a conduta será direcionada de maneira individualizada e visando melhora da qualidade de vida.


Como o tratamento de hemorroidas funciona?

No nosso texto da semana passada, pudemos ver que o tratamento clínico tenta amenizar os sintomas, entretanto, não consegue erradicar o problema. Isso só é possível com abordagens ambulatoriais e cirúrgicas.


Não que sempre seja necessário algum tipo de intervenção. Apesar de as medicações não fazerem a doença hemorroidária desaparecer, a grande maioria das pessoas tem uma qualidade de vida excelente fora das crises e, se essas forem raras, não há indicação de operação.


Indicação de cirurgia de hemorroida

Quando há necessidade, os procedimentos cirúrgicos são indicados, sejam eles ambulatoriais, como a ligadura elástica, ou hospitalares, como:

  • Cirurgia convencional

  • Laser

  • Desarterialização (THD)

  • Ablação

  • Grampeamento

  • Outras

Cada técnica tem suas particularidades, mas basicamente se dividem em ressecção – quando o mamilo da hemorroida é removido, como no caso da cirurgia conservadora, laser de CO₂ e tesouras coaguladoras – ou desarterialização e plicatura mucosa – em que ocorre uma diminuição do fluxo sanguíneo local e o excesso de mucosa é tratado, como THD, ligadura, grampeamento e laser.


Mas a hemorroida pode voltar depois da cirurgia?

É preciso diferenciar o retorno da doença hemorroidária do aparecimento de novas hemorroidas.


É muito comum o paciente conviver com o medo de ter que operar e o problema voltar, principalmente quando familiares e amigos relatam para o paciente que já operaram mais de uma vez. Devemos ressaltar que esse receio não é justificado.


Mesmo as técnicas menos invasivas, quando bem indicadas e realizadas, têm uma taxa de sucesso acima de 80%. Quanto menos invasiva é a técnica, geralmente ela está associada a menos dor e limitações no pós-operatório, todavia, como elas não envolvem a extirpação do mamilo hemorroidário, estão associadas a maior chance do problema voltar.


Por que a hemorroida pode voltar após a cirurgia?

As hemorroidas são como pequenos travesseiros, cheios de vasos sanguíneos e que, com o tempo, vão perdendo a sustentação com relação à parede do canal anal. Dessa forma, eles ficam mais expostos ao traumatismo e exteriorização.


Juntamente a tudo isso, esses vasos também sofrem com aumento de pressão de sangue, que acarreta maior chance de sangramento.

Dependendo da cirurgia, a hemorroida pode voltar
Dependendo da cirurgia, a hemorroida pode voltar

Nas cirurgias em que há ressecção, os mamilos hemorroidários doentes são removidos e não voltam nunca mais. Por outro lado, na cirurgia de desarterialização, os mamilos têm seus vasos ligados, e a mucosa anal recebe pontos, não havendo retirada da hemorroida.


Em outras palavras, no caso da cirurgia de desarterialização pode, sim, haver retorno da hemorroida no mesmo local.


Importante informação sobre hemorroidas

Como pudemos entender acima, é importante diferenciar os casos, isto é, a hemorroida removida não cresce novamente. Por tanto, se aparecerem outros mamilos após um tempo, foi em decorrência de desenvolvimento de outras hemorroidas que não estavam doentes no momento da primeira operação.


Aí, sim, é o que chamamos de aparecimento “de novo”.


Sabendo que a maioria das pessoas tratadas vai ficar bem e que um tratamento subsequente geralmente é menos invasivo do que o primeiro, não há necessidade de preocupação com o depois.


Se a hemorroida te incomoda, procurar ajuda é sempre melhor. Não fique sofrendo por dez anos, com medo de um pós-operatório que dura dez dias.


Até mais, pessoal!

コメント


bottom of page